segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Centralia (Pensilvania): A Silent Hill da vida real


Um dia ela foi uma cidade mineradoura (como a maioria das cidades fantasmas) que chegou a ter seus 2 mil moradores, hoje ela possui 11 fiéis habitantes. Debaixo da vila extendem-se os longos túneis das minas de carvão, que após um grave incidente, o carvão pegou fogo como no inferno.


Com temperaturas que já bateram míseros 77ºC, o governo dos Estados Unidos já gastou mais de US$ 40 milhões em recursos para o combate ao incêndio e restauração da cidade. Como nada disto deu certo, restou a evacuação da cidadela. O fogo continua queimando o subsolo da cidade até os dias de hoje, mais de 40 anos após o início. E de acordo com especialistas, o fogo poderá continuar ativo por pelo menos mais uns 500 anos.
 
Em 1981, um garoto de 12 anos caiu em um buraco que surgiu repentinamente sob seus pés. Um amigo que estava próximo conseguiu segurar o garoto antes que ele afundasse totalmente no buraco de 45 metros de profundidade, onde ainda era possível ver as chamas no fundo. O garoto relatou que sentiu-se como se tivesse caindo no inferno.

Saiba mais detalhes:
O filme Silent Hill, baseado em um game de mesmo nome, era situado em uma cidade que havia sido abandonada após um incêndio em uma mina subterrânea condenando todo o local. Seu roteirista, Roger Avary, afirmou que o filme havia sido inspirado pela história de uma cidade real, Centralia, no estado norte americano da Pensilvânia.

A principal atividade de Centralia era a mineração até meados de 1960 quando a maior parte das empresas do ramo faliram. Em 1962 um grupo de bombeiros voluntários foi contratado para fazer a limpeza do aterro sanitário da cidade. Este era um trabalho anual padrão, onde sempre no final o lixo era queimado por um tempo. A diferença é que desta vez o aterro estava em uma nova localização, próxima a uma mina de carvão. Como o fogo não foi apagado da maneira correta ele chegou às minas subterrâneas, dando início a um grande incêndio.


Várias tentativas foram feitas para apagar o fogo, mas nenhuma foi bem sucedida. Os níveis de monóxido de carbono e dióxido de carbono estavam muito elevados, causando problemas de saúde para a população. Em 1979 o dono de um posto de gasolina mediu a temperatura de seus tanques subterrâneos e descobriu que o combustível estava a quase 78 graus Centígrados.

Em 1984 o Congresso americano alocou 42 milhões de Dólares para que os moradores de Centralia mudassem para comunidades vizinhas. Atualmente somente cinco residências ainda são habitadas na cidade e a igreja local realiza missas semanais. A fumaça e o vapor liberados pelo incêndio abriram diversos buracos na estrada que cortava a cidade. Depois de várias tentativas de reparo a via foi fechada.


Com certeza você não vai ouvir sirenes assombrosas ou ver criaturas horrendas em Centralia, mas sua história é de assustar qualquer um. O incêndio que ainda está ativo no subterrâneo da cidade atinge temperaturas superiores a 537,8 °C, mais quente que o planeta Mercúrio. Gases nas minas tornam o ambiente tão tóxico quanto Saturno e o fogo só deve se extinguir em centenas de anos.

Fonte: Supernatural Brasil
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...