sábado, 9 de março de 2013

9 de Março - Dia Internacional do DJ


Hoje, dia 9 de Março é o DIA INTERNACIONAL DO DJ! Ao contrário de muitos troll fracos que uma galera gosta de dizer por aí, os VERDADEIROS DEEJAYs, e não apenas ‘o carinha que cuida da discotecagem’, podem ser muito fodas em compor suas próprias músicas, ou compor seus samples e/ou instrumentais e colocar um cantor/vocalista pra finalizar a obra. É como se fizesse o trabalho de uma banda inteira eletronicamente.

Desde pivete, admiro o trampo desses caras, desde o HIP-HOP até o TECHNO e DRUM’N'BASS, e até mesmo no JUNGLE de antigamente. Por isso, decidi montar uma setlist com os 10 melhores DJ na minha opinião, desde a ~velha guarda~ até os dias de hoje, em ordem cronológica, do mais atual ao mais antigo.



Para começar, um dos caras que realmente representa muito bem o que um DJ tem que ter. SKRILLEX tem realmente A MENTE DE UM LOUCO. É explícito em suas músicas que o cara não bate muito bem dos pinos, e isso é ótimo pra se fazer músicas em estilo psicodélico… sério. Em pouco tempo que comecei a ouvir suas músicas, graças a um trampo conjunto com o KoRn no novo CD deles, ele já ganhou meu respeito musicalmente falando.


Em seguida, aparece talvez o menos respeitado dessa minha lista, talvez pelo meu gosto musical, vem DAVID GUETTA, um real exemplo do que estava dizendo até agora. Para saber se o cara é bom mesmo, basta dar uma olhada em todas as músicas e milhares de participações com grandes artistas do POP/BLACK atual. Outro que talvez poderia tomar o seu lugar aqui nessa lista é ARMIN VAN BUUREN, mas como eu conheço pouco do trabalho dele, e o pouco que ouvi não me incentivou a procurar mais, esse lugar aqui permanece sendo de David Guetta.


A cerca de 5 anos atrás, ouvindo a programação ‘baladistica’ da Energia 97, vim a conhecer um dos DJs que mais gosto atualmente. DJ TIËSTO possui músicas com um feeling muito singular e ao mesmo tempo é muito ‘briza’, característica essa que eu acho muito difícil de encontrar em Technos do estilo que ele faz. Fora que ele consegue ser um cara muito versátil com suas criações. Basta você ouvir IN THE DARK e ELEMENTS OF LIFE por exemplo que você não vê tantas semelhanças assim, e isso pra mim é um puta diferencial para ser um bom DJ.


Dando um grande salto no tempo e indo para os 90′s, chega a vez de um Brasileiro para honrar aqui essa lista. E não é puxassaquismo não. DJ MARKY MARK desde o início dos anos 90 já começou arregaçando quando se consagrou fazendo as noites da falecida TOCO DANCE CLUB, em São Paulo. Desde então entrou de cabeça no mundo do Jungle e Drum’n'Bass e já até venceu competições como o BBC XtraBass Awards, faturando o título de melhor artista internacional. Marky Mark também já esteve na lista dos 10 melhores DJ’s do mundo várias vezes, o que prova que o cara realmente não é fraco.
Tenho saudades da época que nas noites de sabado a Energia 97 tinha um programa chamado TERREMOTO, onde Marky sempre marcava presença, pelo fato do programa ser somente voltado ao Drum’n'Bass.


Essa é a hora que chega a vez do cara que mais admiro nesse meio, que é o DJ LIAM HOWLETT. Pouca gente o conhece dessa forma, e acho que você pode estar se perguntando quem raios é esse cara. Liam Howlett é nada mais nada menos que o DJ do famoso grupo THE PRODIGY que na minha opinião está acima de qualquer outro grupo de música eletrônica no mundo em toda a história. Eles são os reis. Me diga uma pessoa que curte techno que não pira ao som de BREATHE, SMACK MY BITCH UP, FIRESTATER, VOODOO PEOPLE e muuuuitas outras. Lembro de sorrir quando era pivete assistindo FANTÁSTICO nas noites de domingo, quando passavam reportagem de conteúdo ‘agressivo’ a trilha sonora sempre era THE PRODIGY.

Nota: Liam Howlett também tem um projeto experimental de HIPHOP, basta você procurar por “The Dirtchamber Sessions, Vol. 1″ que com certeza você irá encontrar algo


Outros caras que marcaram o mundo dos DJ’s pra mim foram os caras do DAFT PUNK. Não sei qual dos 2 era o DJ alí, ou se os 2 manjavam em igual proporção, mas o que realmente importa é o que realmente saia dalí. Os caras eram geniais tanto na composição de suas músicas como na criação de videoclipes. Me recordo até hoje de quando os caras lançaram a “saga dos videoclipe robóticos” onde “HARDER, BETTER, FASTER, STRONGER“, “ONE MORE TIME“, “AERODYNAMIC” e “DIGITAL LOVE” tinham a mesma temática e desenhos.


Agora chega um dos caras que marcou a minha infância de uma forma engraçada. DJ TRAGIC tem algumas músicas com uma letra um tanto quanto não apropriadas para uma família que sabe falar inglês. Vocês são capazes de imaginar um garoto de 8 anos indo pra lá em pra cantando “SHOW ME YOUR FACE, BITCH, BITCH, BITCH“? Então, esse era eu. A minha sorte é não entender do que se tratava e meus pais muito menos, então tava tudo suave.
Fora isso tudo, DJ Tragic foi um cara que criou muito samples que foram usados até muito pouco tempo atrás.

Dica: Tentem cantar a música JA É SENSAÇÃO ao som dessa música chamada STOMP.


O próximo cara é um que eu não tenho muito o que dizer, mas JOSH WINK conseguiu fazer com apenas uma música o que MUITA gente não consegue na vida toda. Higher State of Consciousness na época que foi lançada virou a febre maioral de todas as discotecas da época, e só não virou algo parecido com um hino porque a música não possui vocal. LULZ
Sem mais, essa música é simplesmente fenomenal pra mim ainda hoje depois de tantos anos.


Em penultimo, e talvez o mais importante da lista para a história dos DJs vem o mestre ARMAND VAN HELDEN. Considerado um monstro das pick-ups nos 90′s, Armand ficou várias vezes entre os melhores DJs do mundo. O problema aqui é que eu era muito novo quando estava conhecendo os sons dele (cerca de 7 anos de idade) e a ideia aqui é só passar o que eu sei. Se quiser saber mais sobre o cara, pesquise :)
A única coisa que até hoje me faz lembrar de uma de suas músicas (Witch Doctor) são aquelas sirenes/buzinas de estilo industrial antigo, que eram as mesmas que iniciavam a música.


E pra finalizar a lista, um dos fodões dos 90′s e continua sendo até hoje. DJ LETHAL começou fazendo seu nome no HIP HOP, até onde eu sei, pelo grupo chamado HOUSE OF PAIN, aquele que todo mundo só conhece a música Jump Around. Lethal já fez participação para vários artistas do Hip Hop e do Rock, como Run DMC, Sepultura, Korn e Sevendust. Hoje em dia, DJ Lethal faz parte do grupo de Rock mais Rap que ainda existe, praticamente carregando nas costas a cena do New Metal atual: LIMP BIZKIT.

Vou deixar aqui um vídeo do HOUSE OF PAIN e um dos ultimos sons lançados ano passado pelo LIMP BIZKIT para que vocês possam fazer um comparativo e ver como o cara pode ser versátil e não perder a linha




Pra finalizar o post, gostaria de parabenizar todos os DJs de verdade que ainda existem por aí, em especial meus amigos DJ's: Dj Pablo Emannuel, Dj Alexandre Lopes, Dj Alisson, Dj Fabricio Costa, DJ Humberto Lima e o Dj Alexandre Barros, parabéns pessoal desculpa se mim esqueci de outras pessoas mais eu realmente desejo muito sucesso a todos!


Bem e aqui em baixo confiram um pouco do trabalho dos meus amigos DJ's:
Dj Pablo Emannuel;
Dj Alexandre Lopes; 

Dj Alisson;
Dj Fabricio Costa; 
DJ Humberto Lima;
Dj Alexandre Barros.

Fonte: Vitrolla

Mais Informações e Downloads curta nossa Página no Facebook -> Aqui!
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...