segunda-feira, 12 de março de 2012

Super-Con João Pessoa-PB: Atração Internacional


Ayumi Miyazaki, cantor dos temas de Digimon, manda mensagem aos fãs de João Pessoa-PB! É a 1ª vez que a Paraíba recebe uma Atração Internacional na sua edição do Super-Con.

Ayumi Miyazaki (宮崎歩 Miyazaki Ayumi) nasceu em 25 de Agosto de 1971 como já foi dito é o cantor e compositor japonês, conhecido por seu trabalho em Digimon. Ayumi cantou o tema de evolução para Digimon Adventure ("Brave Heart"), Digimon Adventure 02 ("Break up" e "Beat Hit") e também o segundo tema de evolução para Digimon Frontier ("The last element").


Brave Heart (25 de Junho de 1999)
  1. "Brave Heart"
  2. "Shinka de Guts!" (Digimon Shinkers)
  3. "Brave Heart" (Original Karaoke)
  4. "Shinka de Guts!" (Original Karaoke)

Break Up! (10 de Maio de 2000)
  1. "Break Up!"
  2. "Zettai All Right ~Digimental Up!~" (Armor Shinkers)
  3. "Break Up! (Original Karaoke)"
  4. "Zettai All Right~Digimental Up!~" (Original Karaoke)
Beat Hit! (11 de Fevereiro de 2001)
  1. "Beat Hit!"
  2. "Forever Friends" (Hassy)
  3. "Beat Hit!" (Original Karaoke)
  4. "Forever Friends" (Original Karaoke)
The Last Element (5 de Fevereiro de 2003)
  1. "The Last Element"
  2. "Miracle Maker" (Spirit of Adventure)
  3. "The Last Element" (Original Karaoke)
  4. "Miracle Maker" (Original Karaoke)

E o Super-Con João Pessoa-PB já começa com o "pé direito", recebendo Ayumi Miyazaki, cantor de vários temas do anime Digimon, um dos mais famosos títulos de todo o ocidente.

Super-Con João Pessoa-PB 2012 - 02 e 03 de Junho (sábado e domingo) no Forrock.
Informações: 
Telefone: (83) 8780-9649
www.facebook.com/superconvencao
www.twitter.com/superconvencao

Créditos do Vídeo:
Tradução: Akihito Miyakawa
Timing,Typesseting e Encode: GuSTaVauM
Edição de Audio: Fabbio Vila

Agradecimentos:
João Paulo Sette
Giulliana Oliveira


Veja agora uma entrevista exclusiva realizada pela Rádio AniMiX em parceira com o Project J Music:


Ayumi Miyazaki: Brasil, Argentina e todo o pessoal da América do Sul, boa noite.
E também todo mundo que escuta a rádio Animix, olá! Eu sou o Miyazaki Ayumi.
Hoje me concederam a oportunidade de gravar esta entrevista e eu estou bastante honrado e animado, além de estar nervoso também.
Bem... No Japão, acabamos de entrar no outono, está começando a chover e ficar um pouco mais frio; estou falando direto de um Japão assim.
Como eu recebi esta entrevista, gostaria de responder as questões em ordem, uma por uma.

Radio AniMiX: Digimon, aqui na América do Sul, é muito conhecido e tem muitos fãs, especialmente crianças. Como intérprete das músicas, o que você sente ao saber que pessoas que, mesmo estando tão longe de você, escutam e amam sua voz?

Ayumi Miyazaki: Cantei digimon pela primeira vez há dez anos, eu não imaginava que pessoas 'além-mar' (Ou de outros continentes) viriam a me conhecer, e fiz um show no Brasil há 2 anos atrás, mas não pensei que iria ter uma oportunidade dessas, por isso fiquei muito surpreso.
Além disso, como músico, como cantor, acho que não teria maior honra. O fato de que minhas músicas estão espalhadas pelo mundo com os animes e a cultura popular japonesa (Japanimation), chegando a vários países que ainda não visitei, é a origem de toda a minha energia.
É uma coisa que me deixa realmente feliz, quero muito falar “obrigado” a todos. Muito obrigado.


Radio AniMiX: Falando em Digimon, você assistiu todas as temporadas? Qual é sua favorita?

Ayumi Miyazaki: Bem... “Qual a temporada de Digimon que mais gosto?”... Olha, essa é bastante difícil, mas no fim das contas o primeiro Digimon Adventure é a que tenho mais recordações. Tenho vários motivos, pois foi quando tive ascensão como cantor, mas se me perguntam qual eu gosto mais, é mesmo difícil... Porque assim como dentro do anime do Digimon, eles se desenvolvem e evoluem, eu também fui evoluindo, então sinceramente não dá pra falar de qual gosto mais.
Só que, isso é segredo, mas as temporadas que não canto, não assisti, então... falando a verdade, não entendo direito.


Radio AniMiX: Como compositor você é ótimo. Qual das composições você mais gosta, e por quê?

Ayumi Miyazaki: Isso me deixou um pouco surpreso, mas o fato de terem mostrado interesse pelo meu lado de compositor me deixa muito feliz. Sobre isso, também não posso dizer qual é o “melhor”... O que mais ficou na memória foi mesmo a primeira música que fez sucesso, quando eu tinha 24 anos que me marcou como compositor. Das músicas recentes, a minha favorita é a que  Rose, que compus para Anna Tsuchiya há 2 anos atrás. Das recentes, é a que mais ficou na memória. O motivo foi o fato dos músicos que colaboraram, acho que vocês conhecem, os ex-Guns ‘n Roses Matt e Duff*¹, que me deixaram muito surpreso.
Eles são heróis para a minha geração, e eram pessoas inalcançáveis, seres de outro mundo. Nunca tinha pensado que poderiam tocar minha música. E poder participar como guitarrista nessa ocasião, não teria nada mais feliz do que isso. Essa é talvez a música que tenho mais recordações entre as recentes.


Radio AniMiX: A América Latina está abrindo as portas para JMusic e Anime Songs, o que você acha disso?

Ayumi Miyazaki: É a minha própria opinião, mas para as pessoas da América Latina a música se tornou uma parte da vida cotidiana. Parece que se não tiver música, é algo como “não dá pra viver... vou acabar morrendo!”. É uma honra o fato de pessoas assim terem demonstrado interesse por nós japoneses, que estamos tão longe, e abrirem as portas para nós. Sobre isso, quero representar todos os japoneses e dizer obrigado. Muito obrigado.
Além disso, uma coisa que ando pensando recentemente, é sobre o que deus*² quer que eu faça agora. Nos últimos anos eu sempre estive pensando nisso.
Não é uma conclusão, mas nesse cenário onde canto músicas dos animes japoneses e ter pessoas aí, demonstrando interesse... Eu acho que o que preciso fazer, é carregar a cultura japonesa e levar isso para o mundo. Por isso, eu estou pensando seriamente em fazer uma turnê mundial. Talvez isso seja uma coisa extremamente difícil, porém acredito intensamente que com o apoio de todos vocês, isso possa se tornar realidade. Nessa hora, estarei contando com vocês.


Radio AniMiX: Seu pai, Takashi Miyazaki, foi um grande músico e compositor. Você teve algum problema (como preconceito / dificuldades) ao escolher seguir a carreira musical?

Ayumi Miyazaki: Não pensei que iriam perguntar até sobre meu pai na entrevista, estou um pouco surpreso, mas também fico feliz. Meu pai é  pioneiro em... como posso dizer... música comercial japonesa ou o showbiz. E, foi uma pessoa que deixou várias marcas em comerciais e trilha sonora de filmes. E ele gostava muito do Brasil e da Argentina. De fato, há aproximadamente 30 anos, ele foi para o Brasil, e ficou sem dar sinais de vida por dois meses, sem nenhuma forma de contato. Nessa época não tinha celular, e minha mãe deve ter ficado a imaginar onde ele devia estar, fazendo o quê; acho que é só isso. Mas desde pequeno eu ouvia bastante sobre o Brasil, e sempre pensava “Nossa, existe um país tão maravilhoso? Um dia quero ir pra lá.”
Minha mãe foi a primeira pessoa que cantou músicas tradicionais japonesas, ou melhor, são chamadas “douyou”*³, músicas infantis, que são cantadas em pré-escolas e escolas de primário, na televisão, e tendo pais assim. Minha família é de três irmãos, e sou o último, o caçula, e como cresci num ambiente assim, música para mim é uma coisa que existe quase naturalmente. É como o ar... ou mais ainda que o ar, dizem que eu dormia tranqüilo num lugar onde estava tocando músicas bem altas. Tendo crescido num ambiente assim, me esforço pra pensar que estou no mundo da música porque deveria mesmo estar, mas como tive pais assim, eles falaram sobre eu entrar para esse meio mesmo. E o eles falavam sem falta nessas horas era que “Se for entrar para o mundo da música, faça isso como um hobby.”. Eu ouvi muito isso, e que “se for trabalhar com isso, saia mundo afora.”. E como eu ouvia isso desde pequeno, eu pensava “entendi, então preciso sair pelo mundo.”.
E depois, desde pequeno eu fazia composições, então eu compunha e gravava em fita cassete, e quem ouvia primeiro eram meus pai e minha mãe, então era ter profissionais ouvindo primeiro, e acho que foi uma pressão pra mim. Tem o fato de que se eu não passasse por isso, não poderia seguir em frente, mas acho que isso era divertido além de tudo e é algo de que posso me orgulhar ainda hoje.

Radio AniMiX: Sobre suas composições, Doraemon, Hantaro, Digimon são considerados animes para crianças, mas Nana e Prince of Tennis não. Você sente alguma diferença ao compor para diferentes faixas etárias?

Ayumi Miyazaki: Doraemon... Doraemon é um personagem tão conhecido que praticamente não existe ninguém no Japão que não o conheça, mas quem assiste mesmo são as crianças. Como disse agora pouco, na pergunta 5, minha mãe foi uma cantora de músicas infantis. Eu já pensava em um dia compor uma música infantil, então para mim, compor uma música para Doraemon foi um processo bem natural... Compus com a idéia de fazer uma música infantil atual, mas a minha parte roqueira sempre vai estar comigo, então é simplesmente essa a única diferença. Eu tenho várias facetas, mas eu sou uma pessoa juntando tudo isso, só muda o objetivo, mas acho que não faz diferença de ser o que eu faço.


Radio AniMiX:  Você tem vários trabalhos diferentes, como as músicas Rose e Scream do anime Nana. Como você se sentiu ao compor essas músicas e ao compor músicas para Anna Tsuchiya e Mika Nakashima?

Ayumi Miyazaki: Nas músicas que venho compondo dentro do Japão existem vários gêneros, e podem ser rock ou pop, algo mais blues, ser rockabilly ou até parecido com jazz, mas para mim, gênero é somente um rótulo, um recipiente. “Se for para Anna Tsuchiya, um som que ela busca, se for Mika Nakashima, um som dela.”, só estou separando as coisas assim e colaborando com as minhas idéias. Pos isso, já que não posso lançar o meu ego, me diverto em como estou criando com o melhor estilo, que combine com elas, um estilo legal e, claro, uma melodia boa; acho que é isso que um profissional deve fazer.


Radio AniMiX:  Ayumi-san, você poderia enviar uma mensagem aos seus fãs brasileiros e argentinos? Estamos muito felizes em você ser o primeiro entrevistado do Project JMusic e da Rádio AniMiX, que é a união entre Brasil e Argentina para expandir a J-MUSIC na América Latina.
Ayumi Miyazaki: Bem... Brasil, Argentina... o Peru também... Quero realmente transmitir o sentimento de gratidão para todos da América do Sul. Sou muito feliz por amarem a minha música, o que eu crio. É tanta felicidade a ponto de me fazer pensar “será que pode existir tamanha felicidade?”. Eu realmente amo vocês. Eu nasci somente para criar música, eu realmente acho que sou um japonês com essa única função. Um pequeno, pequenino, esse japonês tão pequeno como eu ter o privilégio de ser conhecido por pessoas tão distantes como vocês, é realmente muito impressionante. É surpreendente. E acho que músicas são palavras, e recentemente sinto que conseguir se comunicar mesmo com  palavras (línguas) diferentes é mesmo isso. Eu agradeço muito por me fazer perceber isso. Para minha vida musical, não há nada mais honroso, e acho que não tem tantas coisas que que me façam sentir na pele que foi mesmo bom estar no mundo da música. Estou muito feliz. Vou me esforçar para que eu possa, sem falta, ir vê-los novamente, podem esperar. E vamos juntos cantar “Brave Heart”, “Break Up!”, “The Last Element”, vamos cantar todos juntos. Atualmente isso é, para mim, a maior felicidade de minha vida e também uma aposta, e realmente acho que isso é o que eu devo fazer agora. Muito obrigado por me apoiarem. Acabei falando bastante, mas... vamos todos cantar juntos, denovo. Muito obrigado mesmo. Então, esse foi Ayumi Miyazaki. Até mais, tchau tchau.

ayumi-miyazaki-brasil
Ayumi Miyazaki em Show Realizado na Expo Anime Brasil 2006

Músicas:
Brave heart (TV cartoon "Digimon" Song)
Power Play (TV cartoon "MASHURANBO" opening theme song) songwriting and arranging, is responsible
Oasis (TV cartoon "MASHURANBO" Song) songwriting and arranging, is responsible
Break up! / Beat Hit! (TV cartoon "Digimon Adventure 02," Song)
The last element (TV cartoon "Digimon Frontier" Song)
The other side of memories ( "Digimon" 10th Aniversário) ~

Composições / Participações
Storm, "the future of HADASHI (songwriting)" "Days (composer)"
Toma Ikuta, "I'm sorry, pathos (songwriting)"
KAT-TUN "DRIVE ME DRIVE ON (composer)," "NOMATA Matter (songwriting)" "Peak / LOST (composer arranger)"
Red Hitoshi Nishi "Pinky (composer)"
Tatsuya Ueda "LOST (composer arranger)"
Guan Jani ∞ "I am the one (Arranger songwriting)" "greedy (composer arranger)"
Ookura Tadayoshi "MAMORITAI (composer)"
KinKi Kids "to Heart / desires of the Rain / Broken refrigerator (composer)"
Question? "Head Banging Boogie (songwriting)"
ABC + Question? "Naked (Arranger songwriting)"
Coming Century "SHODO (Arranger songwriting)"
SAIKIKKURABA "divisional DEKARENJA sources (composer)"
Shimatani Hitomi "JUMP (composer arranger)" "YUME weather (composer)," "love of water-tears of love-(co-songwriting co-arranger)"
Johnny Jr. "Shing Day! No.1! (Composer arranger)" "Non Stop, Don't STOP (composer)" "A-ha-ha (Arranger songwriting"
Party boy "@ Ring (composer)"
Takizawa Hideaki "taste me (Arranger songwriting)" "Trobule Mountain (composer)," "will, or the degree to be / One Night (songwriting)," "balance (Arranger songwriting)"
Imai Tsubasa "Get down (songwriting)"
The Prince of Tennis "Gather (songwriting)," "Reason / absurd (Arranger songwriting)"
Anna Tsuchiya "rose (composer)" "MY FATE / knock down / sweet sweet song (composer arranger)" "Scream (Arranger songwriting)"
Mika Nakashima "FAKE (arranger / composer / produced)" "IT'S TOO LATE (lyrics)
V6 "Feel your breeze (composer)", Hard Luck Hero (composer arranger) "
Masayuki Sakamoto, Hiroshi Nagano, Go Morita "Booin 'Groovin' Boogie (composer arranger)"
Ya-Ya-yah "Ikujinashi (songwriting)"
MINK "amateur ism / heroine (Arranger songwriting)"
Kyoko Fukada "black rain / on the left (composer)"
Takashi Utsunomiya "one & one / line (composer)"
DOGGY BAG "Kimi JANAKYA (composer)"
Koichi Domoto, "Reminiscences of the highway (composer arranger)"
Shizuka Kudo "us (composer)"
Boy style "minimum boogie (composer)"
Chiaki with KABA. Chan, "a song recently makeup of the HAYARI (composer arranger)"
Dreamboy "Dream Way (Arranger songwriting)"
Tasuku Ootake season "The Last Waltz (composer)" "Tell me how (songwriting)"
BAD "Thought can not stop (songwriting)"
PLIME "FUTTOSARUSA (composer)"
Ikebukuro Elementary School Song (songwriting)
IN-HI "Tatakae! Mongoose / can do for you (the producer arranger)"
MIZ "Give it all the way (composer)"
K "Let me go now (composer)"
BOYS "Love or Gulity (songwriting)"
Shiina get to the "Eternal Circle / Howling (songwriting)" "Endless Dreamer (Arranger songwriting)"
Hey! Say! 7 "Fatelism (Arranger songwriting)"
Motomiya Daisuke (Kiuchi Reiko) "Tomorrow (Arranger songwriting)"
Akira Matsuda (Makoto Tsumura), "Treasures of KISEKI (composer arranger)"
TAINAKASACHI "My Darling (composer)"

Matt Sorum e Duff MacKagan (ambos tocaram na banda Guns & Roses e agora tocam na Velvet Revolver).
Deus não é referido no sentido católico; no Japão, usualmente a referência a esta palavra é a referência mais semelhante ao que damos ao falarmos sobre o destino.
Músicas infantis clássicas do Japão.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...