sábado, 24 de março de 2012

Cosplay passo a passo: 1º Passo - Escolhendo o personagem


A escolha do personagem é o primeiro passo para se fazer um cosplay, e sem dúvidas um dos que mais influenciam no resultado final do trabalho. Continue lendo para saber o que você deve considerar ao escolher o personagem para seu próximo cosplay. 

Para fazer um bom cosplay, antes de tudo, é necessário se ter em mente o que significa fazer um cosplay, e quais objetivos principais você deve alcançar com ele: 

- Reconstituir o figurino de um personagem da forma mais realista possível;
- Representá-lo de forma a reproduzir seus trejeitos de forma fiel, seja montando uma apresentação no palco, seja posando para fotos.
É por isso que a palavra “cosplay” vem da contração dos termos em inglês COSTUME (o figurino, a roupa) e PLAY (brincar, representar).

Muitas vezes, a vontade de fazer cosplay nasce justamente da identificação com um personagem. Mas se, apesar da vontade de fazer cosplay, você ainda não sabe qual personagem ficaria melhor em você, aqui vão algumas dicas para escolhê-lo. 

- Identificação física: Se o personagem tem características físicas que se assemelham a você (altura, peso, traços de rosto, cor de pele, cabelo ou penteado), isso é um facilitador para que você alcance um dos principais objetivos do cosplay, que é a fidelidade – em outras palavras, ficar o mais parecido possível com o personagem. 

Observação: A semelhança física não é estritamente necessária, pois existem muitas maneiras de se “driblar” a falta de semelhança; esse fator é apenas um facilitador.

- Identificação psicológica: Por algum motivo você sente que compreende o personagem, suas nuances, sua personalidade. Ou talvez você sinta que a maneira de se comportar, ou de andar, ou de falar, seja parecida com a dele. Seja lá qual for a sua identificação, isso vai ajudá-lo muito no quesito interpretação, pois para fazer bem um personagem, é necessário conhecê-lo, senti-lo. Isso pode ser especialmente útil para quem não tem prática com atuação – quanto mais parecido for o seu jeito com o do personagem, mais “natural” parecerá sua atuação.
{mospagebreak} 

- Nível de desafio: É muito comum escolher um personagem pelo desafio que ele representa. Alguns cosplayers gostam de pegar personagens complicados, cheios de detalhes, ou de materiais difíceis de reproduzir, pelo gosto de impressionar e colocar à prova as próprias habilidades. Mas o inverso também ocorre: cosplayers sem prática recorrem a personagens de visual mais simples, e que não dêem grandes dores de cabeça para serem feitos. 


O desafio também vale para o sentido da atuação: cosplayers podem escolher um personagem que não tem nada a ver com eles mesmos para testar seus limites interpretativos, e cosplayers que não se sentem tão à vontade com a atuação podem escolher personagens que se assemelhem mais a si próprios.
- Estética: O visual, sem dúvida, é um dos grandes atrativos dos quadrinhos, desenhos animados e filmes. Muitos cosplayers escolhem os personagens através dos figurinos que lhe pareçam mais atraentes, ou que achem que vão lhe cair melhor, ou ainda os que renderão boas fotos. 

- Idéia de Apresentação: Quando você pensa em um personagem, imediatamente vem à sua mente alguma cena que gostaria de fazer para representá-lo. Pode ser uma cena saída do quadrinho ou do desenho animado, ou justamente uma cena que NÃO apareceu em lugar algum e que você quer levar aos palcos; pode também ser algo que você mesmo imaginou que representa bem quem é o personagem que você escolheu. De qualquer forma, o efeito no palco é a sua principal motivação para fazer o cosplay.
O ideal seria que todos esses fatores estivessem em harmonia ao escolher seu personagem; infelizmente, nem sempre isso é possível. Mas quanto mais fatores dessa lista constarem na sua escolha, maior será a probabilidade do cosplay dar certo. 


Faça uma lista de personagens que você gosta ou que se interessa a fazer por pelo menos um dos fatores listados acima como fator principal. Depois, tente ver quantos dos fatores listados combinam com esse cosplay como fatores secundários. Então, você terá uma boa idéia de qual personagem escolher.
Lembrando: nenhum desses itens deve ser visto como um obstáculo ou uma obrigatoriedade. Antes de tudo, cosplay é diversão! Se você gosta de um personagem pelo motivo que for e quer fazer cosplay dele, vá em frente! 

Dica: Se você está começando, vale também escolher o cosplay pelo figurino mais simples e com menos detalhes e acessórios; assim a chance de não errar é maior. Com tempo e experiência é natural adquirir as habilidades necessárias pra se arriscar em modelos cada vez mais complexos.

Aguardem em breve o segundo passo: Analisando o personagem escolhido

Fonte: Cosplayers
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...