segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

A Invenção de Hugo Cabret: Conheça mais sobre a Obra


A Invenção de Hugo Cabret, indicado em 11 categorias para o Oscar (Venceu 5 prêmios Oscar), mostra um Martin Scorsese aberto a novidades, aos 69 anos de idade. Mas esse filme é também como que a consequência lógica do desenvolvimento de toda a sua carreira.

Em termos de novos desafios, este é seu primeiro filme que poderíamos definir como dedicado ao público infanto-juvenil, e também o primeiro em que utiliza a técnica de 3D. Por outro lado é como se fosse a consequência inevitável de uma vida dedicada ao cinema, à sua história, à preservação de obras ameaçadas, ao culto aos pioneiros.

A Invenção de Hugo Cabret, baseada no livro homônimo de Brian Selznick (edição brasileira da SM, 2007), é como um presente oferecido a Scorsese, tantas são as conexões do material literário com a própria experiência de vida e de cinema do diretor.



A esta altura, acho que a maioria das pessoas já conhece os traços gerais da trama, sem mencionar detalhes capazes de estragar o prazer de quem for ver o filme pela primeira vez. Mas enfim, vamos lá. O garoto que dá título à obra (interpretado por Asa Butterfield) perde o pai e passa a ajudar o tio alcoólatra na manutenção dos relógios de uma estação de trens em Paris. O pai (Jude Law) lhe deixou um autômato avariado que, ao que parece, é capaz de escrever. O desafio de Hugo é consertar o tal robô e receber a mensagem. Para isso, Hugo, que é muito engenhoso e bem dotado para as coisas mecânicas, “pede emprestadas” algumas peças de um velhinho, dono de uma loja de brinquedos (Ben Kingsley).

O Livro: 


Sinopse:
Hugo Cabret é um menino órfão que vive escondido na central de trem de Paris dos anos 1930. Esgueirando-se por passagens secretas, Hugo cuida dos gigantescos relógios do lugar - escuta seus compassos, observa os enormes ponteiros e responsabiliza-se pelo funcionamento das máquinas. A sobrevivência de Hugo depende do anonimato - ele tenta se manter invisível porque guarda um incrível segredo, que é posto em risco quando o severo dono da loja de brinquedos da estação e sua afilhada cruzam o caminho do garoto. 
Um desenho enigmático, um caderno valioso, uma chave roubada e um homem mecânico estão no centro desta intrincada e imprevisível história, que, narrada por texto e imagens, mistura elementos dos quadrinhos e do cinema, oferecendo uma diferente e emocionante experiência de leitura.

Resenha:
A Invenção de Hugo Cabret, do norte-americano Brian Selznick
O Livro chama atenção por sua forma de ser impresso e no modo de contar sua historia pois o livro da uma visão cinematográfica ao leitor, deixando de lado a parte descritiva e dando lugar a parte visual que e pouca explorada pelos livros convencionais.
A arte e impecável fazendo você imaginar a movimentação dos personagens, como seus sentimentos somente olhando as pelas artes espalhadas pelas paginas negras do livro, alem é claro ambientação da historia que se passa na Paris dos anos 30.
A historia também é muito inovador tanto que esta sendo adaptado para o cinema, quem teve a idéia de adaptar esta obra vai encontrar grande facilidade, pois vai pular a parte de storyboard.

O livro é impecável, pois mesmo com mais  500 paginas ele ira agradar do mais jovem leitor ate o maior admirador de arte, literatura, cinema e algo mais.

Para quem quiser Ouvir ou  Baixar o livro aqui:  
PDF Capítulo 1
PDF Capítulo2
PDF Capítulo 3 


Para ouvir Aqui:

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...