domingo, 15 de maio de 2011

Digimon: Como tudo começou!

Qual a origem de Digimon? Apesar de muitos – ainda – pensarem que os Monstros Digitais nasceram para disputar com os Monstros de Bolso, é bom dizer que ambas as franquias começaram de forma paralela.”Digimon” surgiu muito depois da criação dos “Monstros Digitais”. Como isso é possível? Para entender o porquê dessa afirmação, é necessário voltar um pouco no tempo: Em 1967 nasceu Aki Maita, que com apenas 23 anos se tornou funcionária da Bandai.

Em 1995 ela foi responsável pela criação dos tamagochis (tamago =ovo, watch = ver/vigiar). Desde pequena Aki amava animais de estimação, além de ter um interesse em assuntos relacionado à inteligência artificial (é bom destacar que no final da década de 90 assuntos relacionados a novas tecnologias estavam em alta, e a criação de robôs, ou outros aparatos, com inteligência artificial, era uma das grandes ambições dos cientistas).

Os tamagochis (que nós chamávamos de Bichinhos Virtuais, e que virou febre no Brasil no final a década de 90) são monstros eletrônicos que vivem num pequeno dispositivo, prático para levar no bolso ou chaveiro. A principio você fica observando um ovo, que logo se torna um monstro pequeno, e à medida que você “cuida” dele, ele vai “evoluindo”, ou seja, cresce para uma outra forma (principio da digievolução). Apesar dos tamagochis serem um sucesso entre pessoas de todas as idades, ainda faltava algo para atingir 100% do mercado.

Os tamagochis eram mais populares entre as meninas, e para atrair os garotos, a Bandai resolveu fazer algumas mudanças criando assim tamagochis que pudessem lutar contra outros tamagochis, formando assim um jogo mais interativo. Nascendo assim os V-Pets, que não são nada mais que tamagochis que podem lutar entre si. E como já era de se esperar, os V-Pets ficaram muito famosos.

Eles serviram de inspiração para Tenya Yabuno criar um mangá de 44 páginas chamado “C’Mon Digimon”. Sendo a primeira vez que o titulo Digimon (Monstros Digitais) foi utilizado. Desenhado durante o verão de 1997, esse mangá não foi publicado (a história não teve nenhuma supervisão da Bandai). “C’Mon Digimon” narra a história de Kentarou, um garoto que quando pequeno foi salvo de um incêndio por seu cão Bun (que acabou morrendo). A partir de então Kentarou cresceu e se tornou um garoto revoltado, que detesta animais, mas algo muda quando ele encontra um V-Pet. Nesta história, Digimons são criaturas que apenas podem ser projetadas em hologramas. O mangá ficou guardado na gaveta por um bom tempo. Mas o conceito Digimon, iniciado por ele, foi aproveitado no ano seguinte de sua criação.

Em 1998, os mesmos autores, lançaram o mangá oficial “Digimon Adventure V-Tamer 01”. E é com este mangá que podemos afirmar que Digimon começou! A partir de então o nome V-Pet caiu em desuso e “Digimon” tornou-se oficial. Digimon V-Tamer foi lançado em novembro de 1998, na revista V-Jump. O protagonista deste mangá é Taichi Yagami, que foi inspirado em Kentarou de C’Mon Digimon, e conquistou a simpatia do público (tanto que foi reutilizado no anime Digimon Adventure). Porém, apesar de aparência e personalidade serem parecidas com o do anime, o Taichi de Digimon V-Tamer leva uma vida totalmente diferente. Em 1999 a história de Digimon V-Tamer tinha apenas 1 ano de existência, e nem dava sinal de que ia parar (o mangá terminou em 2003), e seria praticamente impossível criar um anime a partir dele…

Porém uns outros monstrinhos estavam fazendo sucesso mundialmente, com uma velocidade incrível… E a Toei naturalmente precisava de um título para rivalizar com o fenômeno Pokémon. A empresa então comprou os direitos do autor, e apesar de terem mantido o personagem Taichi Yagami como protagonista, mudou completamente a história de V-Tamer. No dia 6 de março de 1999, estreou nos cinemas japoneses um filme de 20 minutos chamado de Digimon Adventure, financiado pela Toei. A ideia foi fazer um preview do que estaria por vir a partir do dia seguinte na TV.

E no dia 7 de março estreou na televisão japonesa um anime de mesmo nome, que foi o pontapé inicial para o que veio a ser uma das maiores apostas da Toei e da Bandai: Digimon em anime. O sucesso foi tanto, que no ano seguinte fizeram uma sequência. Digimon Tamers, Digimon Frontier, Digimon Savers e o novo Digimon Xros Wars, continuam sendo baseados nos personagens originais de Digimon, e na história de V-Tamer e alguns outros mangas e games lançados… Porém podemos defini-los como “Universo Paralelo”, ou seja, eles não são sequência, cada série vê de uma forma diferente o Mundo Digital.

Fonte: ANMTV

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...