segunda-feira, 7 de junho de 2010

Lady Gaga sofre da doença, cuja causa ainda é desconhecida.

Lady Gaga, nova diva da música pop, revelou esta semana que sofre da doença, cuja causa ainda é desconhecida.



A nova diva da música pop fez uma revelação esta semana. Em uma entrevista à rede americana CNN, Lady Gaga contou: fez um exame que deu positivo para uma doença rara chamada lúpus.

“Meu resultado foi ‘positivo fraco’ para a doença. Pelo que sei, hoje não estou doente, mas preciso me cuidar”, disse a cantora.

No lúpus, os anticorpos, nossas defesas naturais, passam a atacar o próprio organismo. Os sintomas variam, mas os mais comuns são dores nas articulações e manchas na pele. Normalmente, a doença aparece em torno dos 20 anos. Lady Gaga tem 24 anos.

A origem do lúpus ainda é um mistério.

“Não consigo curar uma doença cuja causa é desconhecida. Não tem cura, mas tem controle”, explica a médica reumatologista Ieda Magalhães Laurindo.

Carlos Eduardo Tenório, de 37 anos, e Eni Maria da Silva, de 46 anos, sofrem da doença e estão aposentados por causa dela. Eles sabem que o tratamento nunca vai terminar.

Eduardo diz que Lady Gaga ter assumido ser portadora de lúpus pode ser um avanço.

“As pessoas que não conhecem a doença vão querer saber. Ela vai atrás de informação e outras pessoas também vão se juntando à causa, aumentam as pesquisas médicas”, afirma Eduardo.

“Geralmente, as pessoas acham que você pegou de alguma coisa e o lúpus não é contagioso”, explica Eni.



A doença tem uma forte influência genética. Lady Gaga, assim como Eni e Carlos Eduardo, tem parentes com lúpus.

O grande inimigo de quem tem lúpus é o sol. Passear em um parque ou em uma praia, mesmo em dias encobertos, é um grande problema. O raio ultravioleta provoca manchas e bolhas na pele e ainda outras complicações.


Ieda conta que desde os anos 90, com diagnóstico precoce e tratamentos modernos, a qualidade de vida de quem tem lúpus melhorou bastante.

“Antigamente, um paciente com lúpus era diagnosticado com quadro grave, e a sobrevida, a capacidade de viver os próximos cinco ou dez anos, era reduzida. Mas hoje já tem pacientes vivendo 15 ou 20 anos. A expectativa de vida começa a se aproximar da expectativa de vida das pessoas saudáveis”, esclarece Ieda.


Fonte: Fantastico!
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...